Gestão de Lives

Uma live é uma transmissão ao vivo. É como um programa de televisão transmitido em direto na internet.​

As lives são formas de comunicar com clientes ou potenciais clientes. Alguns exemplos do que fazer lives pode significar são:

  • Conquistar novo público
  • Preparar audiência para comprar
  • Definir um posicionamento
  • Vender
  • Dar conteúdo
  • Ganhar autoridade
  • Entreter
  • Documentação (da evolução da empresa ou negócio)​

Uma live pode ter diferentes níveis de complexidade e quantidade de recursos. Outra característica de uma live é que ela pode ser gratuita ou paga.

Uma live básica é bastante simples, sem personalização. Numa live de complexidade média já existe alguma personalização de cores, logótipo e textos. A live de complexidade avançada inclui ainda diversas cenas e ambientes personalizados.

Os recursos a incluir na transmissão podem ser diapositivos (slides), vídeos gravados, contagem decrescente, cenas de introdução, cenas de transição, cenas de finalização, entre outros.

Como gestor de lives o meu trabalho consiste em preparar e organizar a live. Defino a estratégia e organizo a transmissão. Depois de definida a estratégia e comunicados os detalhes a cada participante (cliente e convidados), faço a gestão da transmissão personalizada com a marca do cliente.​

O custo da prestação do serviço de gestão de tráfego depende do número de lives (uma isolada ou pack de 3, 5 ou 7 transmissões) e da complexidade e recursos envolvidos. Adicionalmente, o preço terá em conta os serviços complementares a incluir (ou não) como são design, publicações para divulgação, campanhas de anúncios, gestão de lista de e-mail de inscritos, etc.

Gestor de lives durante a transmissão
Nesta imagem sou eu aquando da gestão de uma live que durou cerca de 3h30min.